Algumas boas dicas para contratar um Business Coach

O que é um Business Coach, afinal?

Eu recebo essa pergunta o tempo todo e honestamente a resposta é bastante complicada. Atualmente um coach pode desempenhar o papel de consultor, caixa de ressonância, conselheiro, enfim tudo que possa “ajudar” os gerentes, executivos e empresários a impulsionar seu desempenho.

Não existem receitas fáceis e prontas, não existe um órgão regulador coaching. Então, como saber se um Business Coach é bom e ideal para você?

Comece com o que especificamente você acha que precisa.

Você quer melhorar seu comportamento como executivo?

Precisa de ajuda para falar em público?

Quer aprender como lidar melhor com o tempo?

Existem Coaches para varias funções, a chave é saber como separar o joio do trigo.

Aqui estão alguns pontos importantes a considerar:

  1. Os Coaches não são pagos para fazer com que as pessoas se sintam bem. Um bom Coach deve levantar críticas incisivas e técnicas úteis para melhorar seu desempenho. Se o coach elogia mais do que estimula, desconfie, pois para melhorar seu desempenho, franqueza e transparência são necessárias, mesmo que isso pareça “duro”. Afinal ninguém ganha um jogo sem se empenhar bastante.
  2. Bons Coaches respeitam muito as fronteiras entre o profissional e o pessoal. Coaches são treinados para criar empatia com seus coachees, mas isto não pode levar a uma relação que atravesse fronteiras. Se você se tornar amigo pessoal do seu coach e ele deixar que isto aconteça, fique alerta e reveja o que foi estabelecido no contrato de prestação de serviços. É muito bom desenvolver uma nova amizade, mas você terá que escolher entre o coach e o amigo.
  3. Os Coaches não são salvadores da pátria. Quando as coisas ficam muito complicadas na empresa e suas sessões passam a ser apenas de discussões do dia a dia e resolução de problemas emergenciais, esta na hora de discutir o seu papel e de seu coach no programa que vocês estão desenvolvendo. Se eventualmente o coach passar a se envolver diretamente nas decisões do dia a dia, pare a reveja tudo. Um coach não é um executivo a tiracolo para o coache.
  4. Bons Coaches nunca comentam casos de sucesso identificando o sujeito principal do caso. Se isto ocorrer troque seu coach e preserve seu emprego e sua privacidade antes que seja tarde.
  5. Cuidado com a auto valorização do coach na hora que vocês estão se conhecendo. Só porque o seu coach ajudou alguém a se tornar um orador cativante em público, por exemplo, não significa que ele entende de técnicas de gestão de negócios. Identifique claramente a área que você quer trabalhar e cheque as credenciais do seu futuro coach com este assunto especifico.
  6. Os melhores coaches oferecem estímulo e idéias, deixam seus clientes tomarem suas próprias decisões, escutam mais do que falam e, sobretudo “puxam a barra” cada vez mais para cima na sua performance profissional e pessoal, mas deixando que você próprio eleve a barra. Se você ouvir um coach dizer: “Você deve fazer isso”, no mínimo é hora de parar para uma revisão do programa.

Boa escolha e seja feliz na contratação de seu Business Coach.

By | 2017-08-30T16:57:02+00:00 30/08/2017|Coaching|0 Comments

Leave A Comment